Categorias
SLIDE

Dois morrem durante ação da PM em Dianópolis; policiais dizem que vítimas ameaçaram atirar

Dois homens foram mortos pela Polícia Militar de Dianópolis, na região sudeste do Tocantins, na manhã desta terça-feira (24). Segundo o delegado Clezio Cândido Lima Neves, a PM foi chamada pela manhã por moradores de uma rua do setor Santa Luzia. Eles reclamavam que homens armados estariam fazendo ameaças no local. Os dois mortos seriam parte deste grupo.

Uma equipe de três policiais foi ao local. A maior parte do grupo fugiu assim que eles chegaram, mas Pablo Henrique Almeida Santos, de 23 anos e um menor de idade de 17 anos ficaram para trás. Eles teriam tentado se esconder dentro de uma casa abandonada, mas foram flagrados pelos militares no local.

Segundo o delegado, testemunhas disseram que os policiais pediram que os homens largassem as armas, mas não foram atendidos. Os dois homens não chegaram a atirar, mas os PMs afirmam que eles fizeram menção de apanhar as armas. Foi quando os tiros aconteceram. Os dois morreram no local.

A Polícia Civil informou que a casa foi periciada e os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal de Natividade, onde devem ser examinados. Não foi informada a quantidade de tiros que atingiu cada um.

Segundo o delegado, além dos três militares, duas testemunhas confirmaram que os homens estavam armados e que fizeram ameaças. Existe também a suspeita de que eles tenham consumido drogas e álcool, mas isso ainda será confirmado pelos exames no IML.

O menor de idade tinha passagens pela polícia e era investigado por ter relação com um homicídio na cidade e com o tráfico de drogas. O delegado destacou que deve ouvir mais testemunhas do caso na quarta-feira (25).

O Comando Geral da Polícia Militar em Palmas disse que deve se manifestar sobre o caso nesta quarta.

Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *