Categorias
MUNDO

Mati, a cidade grega que deixou de existir após o incêndio que matou mais de 70 pessoas

“Mati não existe mais”: silêncio desolador, carros e animais carbonizados. A pequena cidade costeira ao leste de Atenas ficou reduzida a cinzas, após um incêndio no qual morreram ao menos 74 pessoas na zona, 26 delas em um mesmo terreno, abraçadas.

Os corpos do grupo calcinados foram encontrados “em grupos de 4 ou 5 pessoas, pode ser que se trate de famílias, amigos ou desconhecidos que se juntaram em uma última tentativa de se protegerem, enquanto tentavam chegar ao mar, a 30 ou 40 metros dali”, diz Vassilis Andriopoulos, um dos socorristas da Cruz Vermelha que descobriu o grupo nesta terça-feira (24) de manhã.

Ele lamenta a presença de “crianças pequenas” neste grupo. As vítimas parecem ter ficado presas entre o fogo e um penhasco de 30 metros de altura que desce para o mar, ao tentar fugir das chamas.

Uma jovem que tinha tentado pular um pouco mais para frente também morreu, apontou um morador. À noite, um fotógrafo da AFP encontrou perto dali os cadáveres de quatro pessoas que certamente estavam tentando fugir, três em um carro e uma em moto.
“Em cinco ou dez minutos”

Na rua principal tudo está preto, particularmente os grandes pinheiros que rodeiam as casas. O mar está cinza e o cheiro de queimado é onipresente. Dezenas de carros calcinados cobrem as calçadas. Há também cadávere

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *