Categorias
MUNDO

Partido de Marine Le Pen abandona ideia de França sair da zona do euro

Paris, 17 jan (EFE).- A Frente Nacional, partido de Marine Le Pen, desistiu da ideia de defender a saída da França da zona do euro, um dos principais pontos do programa da formação de extrema direita no passado e considerado um do responsáveis por frear a sua ascensão eleitoral, revelou nesta quinta-feira o jornal “Le Figaro”.

A decisão, que será publicamente divulgada durante a campanha para as eleições europeias de maio, foi tomada em uma reunião do partido na segunda-feira, de acordo com um dos participantes citado pelo jornal, mas não identificado.

A “contratação” da AN de Thierry Mariani, ministro durante a presidência do conservador Nicolas Sarkozy, para as eleições europeias pediu a Marine Le Pen que esclarecesse a sua posição sobre a questão. Segundo um dos participantes dessa reunião, ela “afirmou que desistiria totalmente da saída do euro”, embora mantivesse as críticas ao Banco Central Europeu (BCE) para que “lute contra a inflação”, sem pôr entre as suas missões a luta contra o desemprego.

A própria Marine Le Pen justificou ao “Le Figaro” esta mudança afirmando: “Somos pragmáticos, não ideólogos”.

Mas acrescentou que se a França recuperasse “todas as soberanias”, o BCE seria reformado segundo os seus propósitos e mesmo assim o euro continuaria sendo “um grande problema”, então “voltará a ser debatido o problema” da permanência na moeda única.

A saída do euro estava no programa da líder da extrema direita francesa desde 2012 e foi um dos seus eixos econômicos nas eleições presidenciais de 2017, que ela perdeu no segundo turno para Emmanuel Macron.

No seu partido essa aposta contra a moeda única, que assustava uma parte grande da população francesa, em particular os aposentados, foi culpada do resultado decepcionante de Marine Le Pen na votação. EFE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *