Categorias
DESTAQUES

Professores iniciam paralisação de dois dias e escolas ficam fechadas em Natividade

Os professores da rede municipal de Natividade, na região sudeste do estado, iniciaram uma paralisação nesta sexta-feira (28). A categoria afirma que está sem receber reajustes salariais desde 2017 e a prefeitura se recusa a negociar os pagamentos. São cerca de 50 professores paralisados. Os alunos de três escolas municipais e uma creche estão sem aulas.

A paralisação começou no início desta manhã e vai continuar na próxima segunda-feira (2), quando uma nova reunião está marcada com a prefeitura. Apenas na Escola Municipal Archcelina Pacini Vieira, segundo a categoria, são cerca de 700 alunos impactados.

Os professores se reuniram para uma caminhada passando por uma das escolas e pela praça da cidade até chegar ao prédio da prefeitura. Uma representante, que pediu para não ser identificada, informou que ocorreram duas reuniões, mas a prefeita não compareceu e não mandou uma proposta.

“Disseram que não deu conta de fazer proposta, não tiveram como analisar os dados. É uma coisa que a gente não entende porque a prefeitura é que tem tudo. Vai ter essa reunião de segunda-feira (2) e se apresentarem uma proposta cabível a gente vai retornar as atividades”, disse.

Atrasos

A categoria afirma que a gestão municipal não cumpriu o plano de carreira dos professores do município. Eles não teriam recebido oito meses de reajuste salarial referente ao ano de 2017, além de cinco meses de 2018, todo o ano de 2019 e também os meses de 2020.

A prefeita Martinha Rodrigues (PTN), a professora Martinha, foi procurada por telefone e disse que mandaria uma nota oficial, mas o documento não foi enviado até a publicação desta reportagem.

Fonte: G1 TOCANTINS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *