Categorias
MUNDO

Rússia bombardeia mesquita que servia de abrigo em Mariupol, diz Ucrânia

Russia nega informação, e relato de um dos envolvidos na organização das evacuações do templo contradiz ministério ucraniano A Rússia bombardeou uma mesquita que estava sendo usada como abrigo para 80 pessoas na cidade de Mariupol, na Ucrânia. A informação foi divulgada neste sábado (12) pelo governo da Ucrânia, que afirmou também haver muitas crianças no local alvejado.
Ainda não há notícias sobre mortos e feridos na mesquita de Mariupol, que está há 11 dias sitiada. Em posição estratégica, no sul do país, a cidade portuária foi cercada por tropas russas, e os moradores não conseguem sair desde então, segundo o governo ucraniano. A Organização das Nações Unidas disse que a situação no local é crítica, com falta de comida e energia em meio a uma intensa onda de frio. Parte dos abrigados são cidadãos turcos.
O governo da Rússia nega que esteja atacando civis e alega que todos os alvos de bombardeios são militares. Segundo a agência de notícias AFP, o presidente da associação que administra a mesquita foi contatado pelo canal turco HaberTürk nesta tarde de sábado, e assegurou que a mesquita não foi atingida.
O governo turco ainda não comentou os relatos do atentado à mesquita. O Ministério das Relações Exteriores da Turquia, contatado pela AFP, disse que “não tinha informações”.
Um ataque russo atingiu um hospital infantil e maternidade neste quarta-feira também em Mariupol. O Ministério da Defesa da Rússia negou que ordenou o ataque aéreo e acusou a Ucrânia de forjar o bombardeio.

Fonte: G1 Mundo