Triatleta atingida por lancha segue em estado grave na UTI do HGP; amigos doam sangue

Em nota enviada ao T1 Notícias na manhã desta segunda-feira, 3, o Hospital Geral de Palmas (HGP) informou que a professora e triatleta Ludimila Barbosa de Oliveira, que foi vítima de um acidente com lancha no lago de Palmas neste domingo, 2, continua internada na UTI do hospital, em estado grave, sem previsão de alta.

O T1 questionou à Secretaria Estadual de Saúde mais detalhes sobre os procedimentos médicos que estão sendo realizados para garantir a recuperação de Ludimila, mas a pasta não repassou essas informações. “A Secretaria de Estado da Saúde informa que baseado no artigo 1º da resolução n.º 1.638/2002, do Conselho Federal de Medicina não é autorizada a repassar informações contidas nos prontuários de pacientes, apenas com autorização dos familiares”, informou a SES.

Amigos e conhecidos da triatleta tem informado nas redes sociais que Ludimila teria passado por uma nova cirurgia e que talvez a equipe médica tenha que remover mais uma parte de sua perna, atingida no acidente. Ontem a atleta teve o pé esquerdo amputado, após ter sido atingida pela lancha do Corpo de Bombeiros durante uma competição aquática no lago de Palmas, no Distrito de Luzimangues.

Em nota emitida ontem, logo após o incidente, os Bombeiros lamentaram profundamente o ocorrido e informaram que a lancha do órgão fazia a segurança de atletas e durante a prova chovia muito no local, formando marolas e uma forte correnteza no lago. Após metade do percurso, alguns atletas começaram a solicitar a ajuda aos bombeiros para serem retirados da água. Assim que a equipe começou a retirada dos competidores, ao se dirigir para uma terceira atleta que pedia socorro, a quarta delas, no caso Ludimila, não foi vista na traseira da embarcação e foi atingida pela hélice.

Nas redes sociais, amigos e familiares da atleta fazem campanhas solicitando doação de sangue de qualquer tipo, já que a vítima precisou ser submetida a cirurgia. Logo no começo da manhã desta segunda, várias pessoas procuraram o Hemocentro do HGP para fazer a doação em nome de Ludimila Barbosa de Oliveira. Ainda nesta segunda, mais de 30 bombeiros devem procurar o órgão para realizar a doação.

Além de triatleta, Ludmila é professora no Centro Municipal de Educação Infantil João e Maria, em Palmas, e mãe de dois meninos. Ontem, por meio de nota, a prefeitura de Palmas manifestou apoio à família da servidora. “A prefeita Cinthia Ribeiro colocou toda a estrutura do Município à disposição da família de Ludmila e da equipe escolar, para prestar suporte e apoio nas situações em que o Município puder atuar. Estamos em oração pelo pronto restabelecimento da servidora”, informou a prefeitura.


Was This Post Helpful:

0 votes, 0 avg. rating

Compartilhar:

Deixe seus Comentario