Categorias
TOCANTINS

Semus mantém 66 respiradores em operação na Capital

Na pandemia do novo coronavírus (Covid-19) informação correta também faz diferença, em Palmas. A Secretaria Municipal da Saúde (Semus) mantém em operação 66 equipamentos que funcionam como ventiladores mecânicos que levam oxigênio aos pulmões de pacientes com capacidade respiratória reduzida.

Respirador de tratamento utilizado nas UPAs da Capital oferecem mesmo suporte de aparelhos utilizados em leitos hospitalares

Sessenta deles foram cedidos a Palmas pelo Ministério da Saúde ainda no ano de 2020 e, segundo a Diretoria de Média e Alta Complexidade da Semus, mantidos em operação – de acordo sua especificidade de utilização. Seis deles já eram utilizados pela Semus antes da pandemia pelas duas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Atualmente, não há respirador ocioso da rede municipal de saúde.

Finalidade e utilização

Existem dois tipos de ventiladores mecânicos, os de tratamento e de transporte. Entenda as diferenças.

Respirador de tratamento – Dos 60 equipamentos cedidos ao Município, 40 são respiradores de tratamento. Tratam-se do mesmo tipo de equipamento utilizado por hospitais em leitos de tratamento intensivo, com abastecimento feito por rede de fornecimento de oxigênio canalizada ou por cilindro. Cada aparelho atende exclusivamente um paciente.

Segundo a Coordenação de Urgência e Emergência da Semus, nas UPAs da Capital há 35 deles (20 na UPA Norte e 15 na UPA Sul). Outros cinco atendem leitos exclusivos para Covid-19 credenciados ao Município na rede privada de saúde.

Especificamente, nas UPAs de Palmas, esses equipamentos são abastecidos por usinas de oxigênio. A capacidade de produção destas usinas é de 5 mil metros cúbicos por mês em cada.

Paciente utilizando ventilador mecânico (respirador) em leito de estabilização na UPA Sul

Respirador de transporte – Palmas recebeu ainda 20 respiradores de transporte, utilizados em ambulâncias ou veículos de transporte de unidades de saúde da Capital e que garantem o atendimento por até 12 horas ao paciente.

Respirador de transporte utilizados em veículos de transporte e ambulâncias do Samu garantem estabilidade respiratória por até 12 horas

Estes respiradores específicos para transporte atendem atualmente ambulâncias do Samu, as duas UPAs e unidades de saúde referenciadas no Município para atendimento de Covid-19.

 

fotos: Raíza Milhomem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *