Categorias
DESTAQUES SLIDE TOCANTINS

Vídeo mostra indígena morto pela polícia em aldeia sendo colocado em caminhonete; Ele era foragido


Polícia disse que ao ser abordado, Lourenço Rosemar Filho de Mello ficou com arma de fogo apontada para a cabeça da própria companheira. Operação terminou com indígena morto em aldeia na ilha do Bananal
Um indígena foi morto a tiros nesta quinta-feira (16) durante uma operação da Polícia Civil em uma aldeia Santa Isabel, na Ilha do Bananal, em Lagoa da Confusão. A polícia informou que o homem, identificado como Lourenço Rosemar Filho de Mello, era foragido e teria feito a esposa de refém ao ser abordado. Um vídeo feito no local mostra o homem baleado sendo colocado na carroceria de uma caminhonete. (Assista acima)
A operação, que contou com helicóptero e dezenas de policiais, começou no início da manhã quando policiais do Tocantins e de Mato Grosso foram à aldeia para prender o homem, que era foragido. Segundo a polícia, no local seriam cumpridos mandados de prisão por tráfico de drogas, homicídio, estupro, roubo e violência doméstica e receptação.
Segundo a polícia, ao ser informado sobre a chegada da corporação, o homem saiu de casa com uma arma de fogo apontada para a cabeça de própria companheira.
A polícia conta que tentou negociar a soltura da vítima, mas o homem não se rendeu. “Durante a ação o sujeito ficou cada vez mais agressivo e continuou com arma apontada para a cabeça da refém e para resguardar a vida da vítima e diante da não rendição do suspeito foi necessário efetuar disparos”, informou a Secretaria de Segurança Pública (SSP).
Após ser atingido, o indígena foi colocado na carroceria de um veículo da polícia. A SSP disse que o homem foi socorrido imediatamente e encaminhado para o hospital de São Félix do Araguaia (MT), mas não resistiu aos ferimentos.
Um tio da vítima disse que o homem já estava morto quando foi colocado no carro. As imagens feitas no local mostram o homem desacordado enquanto várias pessoas, ao redor dos agentes, gritam desesperadas.
Os indígenas da aldeia criticaram a condução da operação. Eles disseram que havia crianças e idosos no local onde o suposto confronto ocorreu. Um dos moradores, que pediu para não ser identificado, disse que toda a comunidade está com medo. O G1 entrou em contato com a Fundação Nacional do Índio (Funai) e aguarda posicionamentos sobre o caso.
A polícia informou que com o indígena foi apreendida uma pistola calibre 38. Ele também teria um carregador de balas extra e mais de R$ 9 mil em espécie nos bolsos. Todo o material foi apreendido e levado para a delegacia de São Félix do Araguaia (MT).
Vídeo mostra o momento em que o indígena é colocado na viatura
Reprodução
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Fonte: G1 Tocantins

Categorias
DESTAQUES SLIDE TOCANTINS

Governo do TO critica recomendação ‘confusa’ após Ministério da Saúde recuar sobre vacinação de adolescentes sem comorbidades


Prefeita de Palmas disse nas redes sociais que o PNI está desorganizado e que isso tem atrapalhado o trabalho do município. Na nota, o Ministério passou a não recomendar imunização destes adolescentes. Nota do Ministério da Saúde foi alvo de críticas do governo do Tocantins e da prefeitura de Palmas
Raiza Milhomem/Prefeitura de Palmas
Ainda não há definição sobre como vão ficar os públicos da vacinação contra a Covid-19 no Tocantins após a nota informativa em que o Ministério da Saúde recua da recomendação para vacinação de adolescentes sem comorbidades. A nova orientação foi criticada tanto pelo governo estadual quanto pela prefeitura de Palmas.
A Secretaria Estadual de Saúde classificou a nota do Ministério como ‘confusa’ e disse que a mudança de orientação é ‘controversa’. A prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro (PSDB) publicou um comentário nas redes sociais dizendo que o Programa Nacional de Imunização (PNI) está desorganizado e que o município está a todo momento precisando fazer ajustes por causa da situação. (Veja a nota na íntegra ao final da reportagem)
Decisão do Ministério da Saúde também foi criticada pela prefeita de Palmas
Reprodução/Twitter
O governo estadual disse ainda que vai se reunir com representantes de outros estados e dos municípios tocantinenses para definir o que fazer. Esta reunião ainda não tem data para acontecer.
O que diz a nota do Ministério?
O Ministério da Saúde publicou uma nota informativa nesta quarta-feira (15) em que volta atrás sobre a vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos sem comorbidades. Agora, a orientação do ministério é que não seja feita a vacinação deste grupo.
A vacinação deve ficar restrita a três perfis específicos:
adolescentes com deficiência permanente,
adolescentes com comorbidades,
e adolescentes que estejam privados de liberdade.
A nota informativa desta quarta contraria uma outra publicada pela pasta em 2 de setembro, que recomendava a vacinação para esses adolescentes a partir do dia 15.
A decisão foi tomada dentro de um contexto de aumento dos relatos de falta de vacinas no país, sobretudo para a segunda dose.
Além disso, o recuo é o segundo na semana: na quarta-feira, após o ministro Marcelo Queiroga dizer que há “excesso de vacinas”, o governo voltou atrás e manteve o intervalo de 12 semanas para a segunda dose da vacina AstraZeneca. A previsão era reduzir para 8 semanas neste mês.
Nota da Secretaria Estadual da Saúde na íntegra
A Secretaria de Estado da Saúde (SES) esclarece que a recomendação acerca da paralisação da imunização em menores de 18 anos sem comorbidades, partiu unilateralmente da Secretaria da Covid-19, do Ministério da Saúde (MS). Ocorre, entretanto, que além da nota técnica ser confusa, há controvérsias acerca do tema, razão pela qual já foi solicitada e designada reunião técnica entre a referida Secretaria, o CONASS, o CONASEMS e, ainda, operadores do PNI atuantes na Anvisa.
Portanto, o Estado do Tocantins se resguarda no direito de se manifestar sobre o tema apenas quando ocorrer a referida reunião e houver deliberações concretas afetas a esta discussão.
Nota da Prefeitura de Palmas
A Secretaria da Saúde de Palmas segue aguardando orientação da Secretaria de Saúde do Estado.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Fonte: G1 Tocantins

Categorias
DESTAQUES SLIDE TOCANTINS

Dois são presos suspeitos de vender drogas na praia da Graciosa em Palmas


A polícia acredita que uma casa em Luzimangues era usada como depósito para o grupo que comercializava os entorpecentes em ponto turístico da capital. Drogas que seriam revendidas na praia da Graciosa foram apreendidas em Luzimangues
Polícia Civil/Divulgação
Dois homens foram presos em Palmas suspeitos de participarem de um esquema para vender drogas na praia da Graciosa, um dos principais cartões postais da capital. A polícia acredita que a dupla usava uma casa em Luzimangues como depósito e trazia quantidades fracionadas dos produtos para a comercialização na praia.
A operação foi uma parceria da Polícia Civil com a Agência Central de Inteligência da Polícia Militar (ACI/PMTO). O esquema foi desarticulado na quarta-feira (16) quando foram realizadas buscas no imóvel que servia de depósito. Cerca de quatro quilos de maconha e 300 gramas de cocaína foram apreendidos.
Um dos presos seria o responsável pelas vendas diretas e outro atuava como vigia do depósito de drogas. O caso vinha sendo investigados desde a semana passada, quando a Divisão de Repressão a Narcóticos (1ª Denarc) recebeu uma denúncia.
“Identificaram que era um traficante que já havia sido preso anteriormente. O monitoramento também apontou que um dos traficantes buscava drogas no Luzimangues e vendia na Praia da Graciosa”, afirmou o delegado Ênio Walcacer. O inquérito sobre o caso segue em aberto.
Praia da Graciosa é um dois pontos turísticos de Palmas
Regiane Rocha/Prefeitura de Palmas/Divulgação
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Fonte: G1 Tocantins

Categorias
DESTAQUES SLIDE TOCANTINS

Adolescente consegue na Justiça direito à vacinação contra Covid após pai se negar a assinar autorização


A adolescente tem 16 anos e não tinha conseguido se imunizar porque a prefeitura exige autorização dos dois responsáveis em casos de guarda compartilhada. MP entrou com o processo e argumentou que a vontade do pai estava colocando em risco a saúde da filha. Adolescente precisou recorrer à Justiça após pai não autorizar vacinação
Raiza Milhomem/Semus/Palmas
Uma adolescente de 16 anos conseguiu na Justiça o direito de se imunizar contra a Covid-19 em Palmas. A jovem precisou recorrer ao Poder Judiciário porque o pai dela se recusava a assinar a autorização para a vacinação. Os pais da adolescente são separados e em casos assim a prefeitura da capital exige que os dois assinem o formulário de consentimento.
Veja quem pode ser vacinado hoje em Palmas e o que fazer
A ação que levou a esta decisão é do Ministério Público do Tocantins. O MP informou que o pai não conseguiu explicar quais os motivos para a recusa, alegando de forma genérica ‘diversas razões’.
A promotora do caso, Flávia Rodrigues Cunha, argumentou que o Estado pode se sobrepor a vontade dos pais quando a saúde dos filhos é colocada em risco. Ela citou ainda uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que afirma que “o direito à saúde coletiva e, particularmente, das crianças e dos adolescentes, deve prevalecer sobre a liberdade de consciência e de convicção filosófica.”
A decisão que autoriza a vacinação é do juiz Nelson Coelho Filho, da capital, e tem caráter liminar. Cabe recurso. Os nomes dos envolvidos não foram divulgados e por isso o G1 não conseguiu contato com o pai da adolescente.
Atualmente, Palmas está vacinando pessoas sem comorbidades a partir dos 16 anos de idade. Para quem têm alguma comorbidade já está autorizada a vacinação a partir dos 12 anos.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Fonte: G1 Tocantins

Categorias
DESTAQUES SLIDE TOCANTINS

Dois morrem após romperem bloqueio na TO-070 e trocarem tiros com a PM

Os policiais envolvidos na operação não ficaram feridos, a viatura foi atingida por um dos disparos. Os mortos foram identificados como Sérgio Elias Aguiar Cruz Neto, de 37 anos e Francinaldo Lima da Silva, de 40 anos. Dois homens suspeitos de tráfico de drogas morreram após um confronto com a Polícia Militar na noite desta quarta-feira (15). A PM informou que a ocorrência começou após o setor de inteligência receber a informação de que um carregamento de drogas era transportado entre Brejinho de Nazaré e Porto Nacional, na região central do estado.
As equipes montaram uma barreira na TO-070, no trecho entre as duas cidades. Logo em seguida o veículo onde os dois suspeitos estavam, um GM Classic Corsa de cor prata, apareceu. De acordo com a PM, os homens romperam o bloqueio na rodovia e tentaram fugir por uma estrada vicinal. Durante a perseguição, eles acabaram batendo em uma cerca.
Os suspeitos teriam então descido do carro e começado a atirar contra as viaturas da PM. Os policiais revidaram a acabaram atingindo os dois homens. Uma das viaturas chegou a ser atingida por um tiro, mas os militares não ficaram feridos.
O socorro chegou a ser acionado, mas quando os paramédicos chegaram os dois já estavam mortos. O local passou por uma perícia e o carro foi entregue para a Polícia Civil. Os dois mortos foram identificados como Sérgio Elias Aguiar Cruz Neto, de 37 anos e Francinaldo Lima da Silva, de 40 anos.
Dentro do veículo a polícia encontrou quase três quilos de maconha e duas armas. Segundo a PM, os dois suspeitos tinham várias passagens por outros crimes e um deles estava com um mandado de prisão em aberto.
Os corpos dos dois homens foram levados para o Instituto Médico Legal de Porto Nacional e até Às 9h30 desta quinta-feira (16) ainda não tinham sido liberados para o velório.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Fonte: G1 Tocantins

Categorias
DESTAQUES SLIDE TOCANTINS

Carroceria de caminhão se solta e atinge poste provocando curto-circuito e incêndio em Gurupi


O fogo acabou danificando a cabine, já que o poste caiu em cima do teto do veículo. O motorista conseguiu sair do caminhão e teve ferimentos leves. Batida de caminhão em poste causa incêndio em Gurupi
Um caminhoneiro ficou levemente ferido após a carroceria do veículo que ele dirigia se soltar da cabine, atingir um poste e causar um incêndio por causa do curto-circuito. O acidente foi em Gurupi na noite desta quarta-feira (15). A batida foi em uma marginal da BR-153 que fica na entrada sul da cidade.
O Corpo de Bombeiros esteve no local para controlar as chamas. O fogo acabou danificando o veículo porque os fios elétricos caíram sobre a cabine e incendiaram o teto do caminhão. O motorista conseguiu sair do local dando pulos, já que a lataria estava energizada.
Enquanto a ocorrência era atendida, a Energisa Tocantins desligou a eletricidade no local para evitar novos problemas. Assim que o fogo foi extinto e o poste substituído, o serviço foi normalizado. A concessionária informou que o desligamento chegou a afetar 2.482 clientes, mas que no começo da manhã a falta de luz estava limitada a apenas dois imóveis.
O caminhoneiro explicou que fazia uma conversão quando a carroceria se desprendeu. Ele foi atendido no local da batida por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).
Caminhão pegou fogo após a queda do poste
Reprodução
Fogo no caminhão foi controlado pelos Bombeiros
Corpo de Bombeiros/Divulgação
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Fonte: G1 Tocantins

Categorias
DESTAQUES SLIDE TOCANTINS

Polícia destrói tabletes de pasta base de cocaína avaliados em R$ 10 milhões


PRF encontrou mais de 80 kg do entorpecente na lataria de um carro durante revista na BR-226, em Palmeiras do Tocantins. Mais de 80kg de pasta base de cocaína foram incinerados
Divulgação/Polícia Civil
A Polícia Civil incinerou mais de 80 kg de pasta base de cocaína nesta quarta-feira (15). O entorpecente foi apreendido pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) após ser encontrado na lataria de um carro na BR-226, em Palmeiras do Tocantins. Segundo a corporação, a droga estava avaliada em R$ 10 milhões. (Veja o vídeo abaixo)
A destruição do material ocorreu em uma cerâmica de Tocantinópolis, norte do estado, cinco dias após a apreensão. O delegado Tiago Daniel de Moraes disse que o “entorpecente de alta pureza e de grande valor não poderia ficar armazenado nas dependências da Polícia Civil”.
Para queimar a droga foi montado um esquema de segurança que contou com a participação de policiais civis e militares. O ato foi acompanhado por uma equipe de perícia, um representante do Ministério Público do Tocantins e da Vigilância Sanitária.
Droga na lataria
Drogas foram encontradas dentro da lataria de carro em Palmeiras do Tocantins
No dia da operação a PRF informou que parou um carro, ocupado por um casal, para realizar uma abordagem de rotina. Os policiais logo desconfiaram da atitude do homem, que começou a tremer enquanto o veículo era revistado.
Momentos depois os agentes encontraram tabletes de pasta base de cocaína espalhados pela lataria do automóvel. Havia droga do para-choques ao teto do veículo. Os entorpecentes, que totalizaram 82,8 quilos, estavam em embalagens etiquetados com o símbolo de uma cobra.
Após o flagrante, o homem de 25 anos confessou que receberia dinheiro para fazer o transporte da droga. A mulher que o acompanhava, de 23 anos, afirmou não saber que o material estava no veículo.
Os dois foram presos e levados para a Central de Flagrantes em Tocantinópolis.
Drogas estavam etiquetadas com símbolo de cobra
Divulgação/PRF
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Fonte: G1 Tocantins

Categorias
DESTAQUES SLIDE TOCANTINS

Palmas terá dia de vacinação contra raiva para atingir meta de imunização em cães e gatos


Durante a campanha foram vacinados 27.653 animais, atingindo 97,53% do grupo esperado. Atendimento será na sede da Unidade de Vigilância e Controle de Zoonoses (UVCZ). Vacina contra raiva será aplicada em Palmas
Raiza Milhomem/Prefeitura de Palmas
A Unidade de Vigilância e Controle de Zoonoses (UVCZ) vai promover um dia de vacinação contra a raiva na próxima sexta-feira (17) em Palmas. O objetivo é concluir a vacinação de cães e gatos. O município informou que a meta para 2021 era vacinar 28.261 animais nas zonas urbana e rural da capital. Durante a campanha foram vacinados 27.653, atingindo 97,53% do grupo esperado.
O atendimento será na sede da UVCZ das 8h às 17h. A dose não possui contraindicações e podem ser vacinados cães e gatos a partir dos três meses de vida.
“A doença é fatal em quase 100% dos casos. A raiva é uma zoonose que pode também afetar o ser humano e por isso os cuidados devem ser redobrados no combate e prevenção da doença. Por isso estamos realizando mais este dia de vacinação”, disse o diretor da unidade, Auriman Cavalcante.
Para aplicação da vacina é necessário apresentar cartão de vacinação, caso possua, e levar o animal com coleira. Os animais agressivos precisam usar focinheira.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Fonte: G1 Tocantins

Categorias
DESTAQUES SLIDE TOCANTINS

Homem é preso suspeito de tentar matar esposa a facadas após vítima não deixar que ele ouvisse áudio em celular

Vítima sobreviveu, passou por cirurgia e está se recuperando dos ferimentos. Suspeito fugiu da cidade onde cometeu o crime, mas foi localizado e preso pela Polícia Civil. Um homem de 33 anos foi preso pela Polícia Civil suspeito de tentar matar a companheira com oito golpes de faca em Colinas do Tocantins, na região norte do estado. Conforme a investigação, o crime teria ocorrido porque a mulher não deixou que ele ouvisse um áudio que havia recebido no celular.
O crime aconteceu no dia 2 de setembro e está sendo investigado pela 4ª Delegacia de Atendimento à Mulher e Vulneráveis (4ª DEAMV). A vítima é uma mulher de 46 anos, que foi socorrida com vida e levada para o Hospital Regional de Araguaína, onde passou por cirurgia e segue se recuperando dos ferimentos.
A Polícia Civil apurou que o crime foi motivado por ciúmes. O homem supostamente queria ouvir um áudio no celular da mulher, pois alegava que poderia estar sendo traído. A vítima não permitiu e acabou sendo golpeada com a faca.
A prisão preventiva do suspeito ocorreu após um mandado ser emitido pela Justiça. Ele foi localizado em Itaporã do Tocantins, na região centro-norte do estado, e levado para Cadeia Pública de Colinas.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Fonte: G1 Tocantins

Categorias
DESTAQUES SLIDE TOCANTINS

Governo entrega projeto da LDO com previsão de orçamento de R$ 11,4 bilhões para 2022


Aumento será de R$ 540 milhões em comparação com a LDO de 2021. Texto ainda precisará ser analisado e votado pelos deputados. Secretário Rolf Vidal entrega projeto para presidente da Assembleia
Esequias Araújo/Governo do Tocantins/Divulgação
O projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) do Tocantins para 2022 foi entregue à Assembleia Legislativa na tarde desta quarta-feira (15) pelo governo do estado. O texto prevê um orçamento com receitas e despesas de R$ 11,4 bilhões. O aumento será de R$ 540 milhões em comparação com a LDO de 2021, que chegou a R$ 10,9 bilhões.
O texto foi protocolado pelo secretário chefe da Casa Civil, Rolf Vidal, acompanhado dos secretários de Planejamento, Sergirlei Moura, e de Orçamento e de Assuntos Parlamentares, José Humberto. Uma cópia do documento foi entregue ao presidente da Assembleia, o deputado Antônio Andrade (PSL).
A LDO serve para nortear a elaboração do orçamento anual, assim como a sua execução. O texto dispõe, por exemplo, do orçamento previsto para o executivo, judiciário e legislativo, além do Tribunal de Contas, Ministério Público e Defensoria Pública.
Conforme o governo, esse incremento na previsão da LDO se dá graças ao avanço da receita do Fundo de Participação do Estado (FPE) e da arrecadação tributária. O aumento é bastante superior ao deste ano, cujo valor previsto foi R$ 100 milhões a mais que em 2020.
“Serão contemplados projetos como o Tocando em Frente, que ganha um aspecto muito forte em todos os seus eixos; a retomada dos concursos; o avanço das progressões funcionais; e as revisões gerais anuais, que são as datas bases. Então teremos um 2022 com perspectivas otimistas de avanços em diversos eixos, tanto social como de infraestrutura, de funcionalismo público e outros”, afirmou o secretário Rolf Vidal.
A proposta do governo é baseada nos seguintes eixos: segurança e direitos humanos; desenvolvimento regional, urbano e industrial; desenvolvimento agropecuário e meio ambiente; gestão pública; saúde; educação e cultura; e parcerias, investimentos e concessões. O texto ainda precisará ser analisado e votado pelos deputados.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Fonte: G1 Tocantins