Categorias
DESTAQUES SLIDE TOCANTINS

Moradores e comerciantes reclamam de água que escorre por avenida em Gurupi e provoca mau cheiro


Problema é antigo e vem acontecendo há três anos, segundo a população. Prefeitura afirma que só ficou sabendo agora e vai monitorar o local. Comerciantes de Gurupi convivem há 3 anos com mau cheiro na Av. NS 15
Comerciantes que trabalham na Avenida S-15 em Gurupi, no sul do estado, estão reclamando do mau cheiro causado por uma água que tem escorrido pela via praticamente todos os dias. O problema tem causado transtornos há pelo menos três anos.
O comerciante João Alves tem uma oficina de motos na avenida e diz que não aguenta mais conviver com fedor causado pela água que fica empoçada em frente ao estabelecimento. “Essa água vem lá de cima e represa aqui. Os clientes reclamam muito por causa do mau cheiro e quando desce da moto põe o pé dentro da água”, disse.
A avenida é um importante centro comercial da cidade e pelo menos 15 comerciantes são prejudicados pelo problema. O Paulo Moreira mora no local e tem uma barraca para vender alimentos na frente de casa. Ele diz que o problema tem prejudicado os negócios.
“O cliente chega aqui para comprar um lanche e se depara com uma água dessa empoçada aqui, o mau cheiro. Prejudica tudo, a gente pelejando para fazer uma renda extra, mas é complicado”, disse.
Água escorrendo por avenida em Gurupi
Reprodução/TV Anhanguera
Quem apenas passa pelo local também reclama da sujeira. “Nós temos que cuidar das nossas ruas porque não pode ficar assim. Cada um tem que cuidar, todo mundo cuidando junto fica bonito”, disse o aposentado Sebastião Joaquim.
Segundo os comerciantes a água estaria sendo lançada na avenida por um restaurante. O problema foi mostrado no ano passado e até agora nada mudou. Eles dizem que já denunciaram.
“Fomos lá, conversamos com ele e disseram que iria tomar providência. Até agora nada. Está pior a situação. Hoje estava cheio de bicho aqui na borracharia, tive que pegar água e jogar aqui na frente”, disse o borracheiro Dilvane Pereira.
O que diz o município
Apesar de o problema ser tão antigo, o departamento de posturas da Prefeitura de Gurupi afirmou que só recebeu reclamação nesta semana e que os fiscais foram até o local e viram que a água era de lavagem de calçada e por isso não foi possível fazer uma notificação.
Segundo o município se for verificada uma situação diferente o proprietário do estabelecimento, responsável pelo descarte, será notificado. Também afirmou ter iniciado os estudos para fazer uma intervenção na rua e evitar que a água fique empoçada, mas não deu previsão de quando isso deve acontecer.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Fonte: G1 Tocantins