Saúde reconhece aumento de dengue, alerta para cuidados e investiga 2 casos de óbito

Sem condições de fornecer os dados do número de casos de dengue no Estado do Tocantins, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-TO) reconhece que há aumento de pacientes com sintomas da doença em busca de atendimento em hospitais e unidades de saúde municipais, faz o alerta para os cuidados, mas descarta hipótese de calamidade. Dois casos de óbito por suspeita de dengue no mês de janeiro estão sob investigação, sendo um deles o registro da morte de uma criança em Miracema e outro caso de um adulto em Paraíso.

O comitê que investiga os casos deve apresentar a conclusão dos laudos das causas das mortes na segunda quinzena de fevereiro. Sobre as notificações para a dengue, a SES-TO informou que “o sistema do Ministério da Saúde utilizado para notificações de casos está instável não tendo condições de ser alimentado, devido a isso não foi possível realizar o levantamento global de casos no Tocantins”. A Secretaria já notificou o Ministério sobre o problema e foi informado que o sistema está em manutenção sem previsão de retorno.

Em entrevista ao Portal T1 Notícias, a bióloga em saúde e médica da Rede Estadual, Drª. Meiry Abi-Jaudi Brandão, não nega que nos hospitais foi verificado um aumento de atendimento de pacientes com sintomas da doença, mas reforçou que não é possível apresentar dados porque dependem da alimentação das informações dos municípios no sistema.

A médica afirmou que não há dificuldades em notificar casos de dengue, como apontou alguns pacientes ao T1, nem interesse em esconder da população que é preciso ficar atento aos sinais. “A equipe de saúde é preparada para atender. Se tem o caso suspeito, o médico inicia a investigação própria e se confirmado, as unidades de saúde notificam os órgãos responsáveis pelo controle”, informa. “É interesse nosso que a população tome os cuidados para evitar a doença”, completa.

A médica alerta que as pessoas com suspeita de dengue devem procurar as unidades de saúde imediatamente, ficar atentas aos sinais de alarmes (sintomas mais graves como hemorragia) e evitar a automedicação.

O T1 aguarda a normalização do sistema da Saúde para divulgar os dados de notificação de dengue no Estado em 2019.

T1 NOTICIAS


Was This Post Helpful:

0 votes, 0 avg. rating

Compartilhar:

Deixe seus Comentario